Home Recommended Explore Explore Videos Explore Livestreams Explore Images Explore Audio Explore Topics Explore Users Explore groups Topics Groups About Features & roadmap Airtime extension Membership & xp moderation Community guidelines Airtime a short history imprint Contact us changelog

@fenixconservadora

Mensageiros da Profecia - Direita Vou Ver (Full HD - o vídeo ORIGINAL, CENSURADO)

LETRA:


Surpresa, Brasil! Quem acabou de chegar?

Os favelado que a esquerda não conseguiu enganar

Falaram pra eu parar de bater minhas panela

Tentaram dar 30 conto e uns pão com mortadela

Desde o bolsa família, essa mania canalha

Cês acha que compra a gente com uma misera migalha

Migalha né presente não, é devolução

Vovó já dizia: O diabo dá com uma e tira com as duas mãos

Todo presente que o estado dá, é você quem paga

Perceba gênio, você não ganha nada

Então pare de pedir pro estado te ajudar

Melhor seria se ele parasse de te atrapalhar

Rejeito sua cota, que nos divide e nos faz fracos

Porque pretos e brancos moram nos mesmos barracos

Vocês são tudo prego, o Olavo tem razão

A foice arranca sua cabeça o martelo te afunda no chão

A mão esquerda escreve a ideologia que nós apaga

É que eu sou destro e de direita a push é mais pesada

Distribui a renda tipo Cuba-Venezuela

O governo fica com o dinheiro e distribui igualmente a miséria

Você me falou que rapper tem que ser de esquerda

E defender o PT mesmo que corrupto seja

Se o rap é isso aí, truta, sem maldade

Fica com esses rapzinho aí que eu sigo com a verdade

O povo levantou

Em choque cês ficou

Só ouve bem quietinho e não se estressa

Aqui é o meu rap, minhas regras

Sua cota acabou

Meu rap é mérito

Cês falou não passaram

Mas eu já tô passando (abraça)

Então vai segurando

Os playboy de esquerda inventa tese

E você repete igual um papagaio no seu rap

Cê fala que defende a favela e a democracia

Mas se um favelado discorda

Cê chama ele de fascista

Seu rap é rua? Ou é rouanet?

Minha verdade é crua, mas eu vou fazer você comer

Cês são pagos pra pagar de revolucionário

Cês chama de luta, mas as prima chamam de trabalho

Seu político mente, cê acha correto

Meu rap é crente, politicamente incorreto

Não posso defender os meus valores que são cristãos

Cala a boca play boy, não sou seu pretinho de estimação

Os brancos nos devem reparação e tudo mais

Os judeus deviam Hittler, morreram na câmera de gás

E no Brasil não será diferente, não

Quando os brancos tiverem nos campos de concentração

Certamente não será um genocídio, eu sei é triste

Porque cês falam que racismo inverso não existe

O seu senhorzinho te faz dependente de uma cota

No chicote te corta

Preso da senzala ideológica

Cês vão querer minha cabeça na bandeja

Porque um preto pode tudo, menos discordar da esquerda

Cês pagam mal com Malcon X, só dividem

Eu tenho um sonho, o mesmo sonho do Dr. King

(I have a dream)

O povo levantou

Em choque cês ficou

Só ouve bem quietinho e não se estressa

Aqui é o meu rap, minhas regras

Sua cota acabou

Meu rap é mérito

Cês falou não passaram

Mas eu já tô passando (abraça)

Então vai segurando

Um escolhe estudar, o outro escolhe isto tomar

E tá formado com a quadrilha e um só quer se formar

Trampando fica só o pó e o outro com o pó fica trampando

E põe a culpa no sistema, e um se ocupa trabalhando

Deixou de ser zé ninguém e o outro quer ser zé pequeno

E ainda quer ser o terror e um só quer ter um terreno

E comprou uma solda e o outro preferiu comprar um berro

Um faz ferrolho e fechadura e o outro faz fita com ferro

Um ajuda a mãe e o outro é a mãe que ajuda

E deixa a mãe de luto e um orgulha a mãe na luta

O outro é preto de mentira e, um preto, de verdade

A diferença entre os dois, uma palavra: Caráter

Um morava na favela e outro também

Matando pelo que quer e um morre pelo que tem

Só queria fazer fotos e o outro só fazer a fita

E tava com o armamento e um tava com a marmita

E com um Moto G, o outro com a moto roubada

Um dava tudo pra tá vivo, pro outro viver né nada

Um tava no ponto, e o outro a ponto de assaltar

E gritou perdeu, só que um não quis largar

Foi quando o outro deu um tiro, e só mais um caiu na rua

Um celular por uma vida, uma troca justa

Tem lógica no assalto, isso é loucura vai se tratar

Só mais um perdeu a vida e outro bandido ganhou um celular

Um minuto de silêncio pra toda vitima de latrocínio que foi esquecida

Quanto ao Algoz, virou bandeira política

O povo levantou

Em choque cês ficou

Views:70
Likes:1
PostTime:1579217953837
Comment Count:0
Group Name:
Votes Count:3